sábado, 2 de março de 2013

Video post sobre L-Leucina

Uma das principais fontes de energia durante exercícios prolongados, a L-Leucina também aumenta a síntese de proteínas, é um aminoácido essencial, não é sintetizado pelo organismo, retirado de alimentos. É um aminoácido de cadeia contínua, que são metabolizados apenas nos músculos, sendo importante para qualquer tipo de exercícios físicos.

                                                                       VIDEO:
http://www.youtube.com/watch?v=KndTRD4s2W

Efeitos da L-Leucina:
- Maior sintese proteica;
- Melhora a recuperação muscular;
- Aumento na perfomance mental e física;
- Aumento na resistência física.

Melhores hórarios para consumir L-Leucina:

- Ao acordar, pós-treino e antes de dormir.

Referências:
http://www.pronaturais.com.br/bcaa/
http://dicasdemusculacao.com/dica-rapida-a-suplementacao-com-l-leucina/
http://maisvitaminas.com.br/pb/75-l-leucina

Postado por Matheus Rômulo


sexta-feira, 1 de março de 2013

O poder dos sucos naturais



Aqui vai uma tabela com os benefícios de alguns sucos de frutas:
FrutaBenefício
LaranjaFortalece as defesas naturais do corpo por ser rica em vitamina C. Seu sumo é de fácil digestão, ajuda a combater resfriados, gripes, febres e possui efeito anti-hemorrágico.
MaçãAuxilia na tonificação do organismo. Contém substâncias que protegem o fígado e ajudam a digestão.
AbacaxiIndicado por ser digestivo, além de diurético e antitérmico. Também acalma a garganta e cura laringites.
MamãoEstimula e tonifica o organismo. É particularmente bom para a digestão e contém substâncias antibactericidas, capazes de evitar infecções intestinais causadas por parasitas, além de proteger as mucosas dos intestinos.
MangaTtem grande teor de betacaroteno, o que lhe confere propriedades antioxidantes. É um ótimo regenerador do sangue.
MorangoIndicado em casos de diarréia, ajuda na digestão, baixa a febre e estimula todas as funções do metabolismo. Tem propriedades adstringentes e diuréticas.
MaracujáTem propriedades anti-sépticas e reforça o sistema imunológico, estimula a digestão e ainda é utilizado como calmante.
AcerolaCombate a debilidade e fadiga do organismo, a perda do apetite, e também as gripes e afecções pulmonares.
AçaíConsiderado um antioxidante natural, facilita a eliminação de radicais livres, devido ao seu alto teor de vitaminas E e C.
Melão e melanciaTêm propriedades diuréticas, auxiliando no funcionamento dos rins.


Referências:
http://saude.hagah.com.br/especial/rs/qualidade-de-vida-rs/19,0,4005624,Veja-receitas-de-sucos-naturais-para-ficar-bonita-e-saudavel-neste-verao.html
http://guiadobebe.uol.com.br/sucos-naturais-otimos-aliados-na-saude-do-seu-filho/



Por Gustavo Cabral Greco

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Problemas do envelhecimento



             Segundo a Organização Mundial da Saúde idoso é todo indivíduo a cima de 65 anos de idade. Quando falamos de envelhecimento devemos saber que o envelhecimento envolve mudanças fisiológicas, psicológicas e físicas nas pessoas, todos nós envelheceremos e um dia seremos idosos, a não ser que a morte nos pegue antes disso.
            O envelhecimento é acompanhado de alguns processos naturais como a perda de massa magra, perda da capacidade de respiração , diminuição da taxa de filtração glomerular, diminuição da capacidade máxima de respiração. O processo de envelhecimento varia de pessoa para pessoa, podendo ser acelerado por alguns motivos como alimentação, alcoolismo, estresse, trabalho e o fumo. Esses eventos da terceira idade citados a cima sempre são acompanhados de mudanças no âmbito nutricional do idoso, como por exemplo:

1-    Relação entre necessidade energética e massa corporal magra;
Ao longo do nosso envelhecimento vamos perdendo quantidades significativas de massa magra (com 80 anos nós temos cerca de 50% da massa magra que tínhamos aos 30). Isso influencia e muito no GET (gasto energético total ) pois como nós sabemos a maior parte da energia gasta pelo nosso organismo vem da grande demanda energética dos músculos. Não é novidade que idosos praticam menos atividade física do que quando  mais jovens, isso influencia numa queda cada vez maior da necessidade energética do idoso, consequentemente com uma menor demanda energética os idosos diminuem a ingestão de alimentos o que torna difícil manter uma dieta equilibrada com todos os mineraise micronutrientes não-energéticos essenciais o que facilita infecções e doenças por falta de certos nutrientes que são indispensáveis.

2-    Envelhecimento do Trato Gastrointestinal;
Muitas mudanças ocorrem no idoso, quando vamos ficando velho nosso corpo vai perdendo certas funções, uma das várias coisas que acontece é o envelhecimento de partes do corpo uma delas, muito importante no quesito nutrição, é o trato gastrointestinal com o envelhecimento diminuem os números de células na mucosa do estômago o que prejudica a secreção do fator intrínseco , do acido clorídrico e da pepsina com isso temos uma grande perda na absorção de nutrientes como a vitamina B12, folato e o ferro não-heme. Temos também uma grande queda na quantidade de papilas gustativas portanto perdemos grande parte da sensibilidade pelos sabores doce e salgado, o que pode justificar também a queda na ingestão de alimentos. Percebemos também uma grande redução na produção de saliva o que atrapalha e muito a digestão de certos tipos de nutrientes. O idoso tem uma queda também na “capacidade de sentir sede”devido a perda e a uma queda na sensibilidade dos receptores associados ao controle da sede.

3-    Alguns efeitos do envelhecimento renal;
Com o envelhecimento dos nossos rins nós vamos criando deficiência de certos nutrientes como o sódio. A recomendação diária de sódio para seres humanos é de 1 a 2g / por dia. Os rins quando ficam velhos se tornam quase que incapazes de conservar o sódio ,quando em dieta hipossódica, fazendo assim com que o idoso fique com um nível de sódio muito baixo. Com essa baixa funcionalidade dos rins alguns de nossos controles homeostáticos, que dependem da conservação renal de água e de certos nutrientes como o potássio, o magnésio e o fosfato também ficam afetados.

4-    Doenças geriátricas comuns
Algumas doenças comuns na terceira idade como doenças pulmonares obstrutivas, doenças renais em estagio terminal, doenças neoplásicas disseminadas, síndromes cerebrais orgânicas, como síndrome de amnésia, delirium e a demência( podendo estas, alcançar um estagio de dependência total) também podem influenciar na nutrição dos idosos. Em quase todas as situações descritas a cima a capacidade do corpo de utilizar todos os nutrientes de forma correta está debilitada e não adianta forçar a alimentação ,pois o corpo mesmo tendo todos os nutrientes advindos da alimentação não conseguirá utilizá-los. Menos nos casos de síndromes cerebrais que o problema seria o idoso não comer e não o seu corpo não absorver os nutrientes, nesse caso a alimentação forçada resolve sim os problemas nutricionais advindos dessas doenças.

Falaremos agora um pouco sobre alterações metabólicas que podem causar algumas complicações nos idosos também. Nem sempre são advindas de problemas relacionados à alimentação , mas sempre estão ligados à problemas nutricionais sendo elas a causa ou a consequência desses problemas. Podemos citar alguns deles, como por exemplo acidose, alcalose, desidratação, alterações de temperatura e disfunções da tireóide.
-       Acidose: pode ser decorrente de diferentes problemas como descontrole do diabetes (principal causa) diarréias graves e insuficiência dos rins ela se manifesta na forma de sonolências, distúrbios circulatórios e sua cronicidade pode evoluir até para estados de coma.
-       Alcalose : pode surgir decorrente de distúrbios metabólicos ou respiratórios. As principais causas são excesso de vômitos, uso inadequado de diuréticos e cortisona, alguns distúrbios neurológicos levam ao aumento do ritmo de respiração o que gera aumento do ph sanguíneo. Alguns sintomas são ansiedade e fraqueza.
-       Desidratação: consiste não só na perda excessiva de água(que contém sais minerais) como também na falta de ingestão da mesma e na falta de sódio. A desidratação pode levar ao estado de choque necessitando cuidados intensos, na terceira idade ela ocorre muito facilmente e muito rapidamente por causa da falta de ingestão de água devido à motivos citados a cima como a perda da sensibilidade à sede.
-       Mudanças na temperatura ambiente: pessoas na terceira idade perdem a capacidade de adaptar seu corpo a mudanças de temperatura prolongadas (exposições longas ao frio ou ao calor), logo temos uma maior ocorrência de hipotermia. Ocorre normalmente em pessoas pouco ativas ou com ingestão precária de alimentos. Em geral o idoso não sente frio ou calor e não se queixa de tremedeiras. Longas exposições ao calor aumentam as chances de Acidente Vascular Cerebral.
-       Disfunções da tireóide: podem levar ao descontrole metabólico. Doenças da tireóide são mais comuns em mulheres (hipo / hipertireoidismo, câncer ). São inevitáveis causas de subnutrição protéico-energética e contribuem em larga escala para o baixo peso do idoso e a hipoalbuminemia.


Por Mateus Cechin.

Colesterol


video

O colesterol é um lipídio utilizado na produção de vários hormônios, sais biliares, vitamina D e estão presentes em diversos locais do organismo: fígado, cérebro, músculo, pele, etc.

Tipos de Colesterol:
  • LDL : Mau colesterol, assim chamado por ser responsável pelo acumulo de gordura nas artérias.
  • HDL: Bom colesterol, pois previne o desenvolvimento da arterosclerose, transportando o colesterol das células para o fígado e assim sendo eliminado pela bile e fezes. Níveis baixos de HDL aumentam a chance de problemas vasculares.

                                                              Níveis altos de colesterol:
          Problemas de Colesterol são de hereditariedade ou relacionados ao estilo de vida do invíduo como: alimentação desregulada, falta de exercícios e consumo de cigarro que dificulta a destruição das moléculas de colesterol no fígado.


Valeu, Felipe Daniel Horovits.


Bibliografia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Colesterol
www.saudeemmovimento.com.br/conteudos//conteudo_exibe1.asp?cod_noticia=409

Suplementos


SUPLEMENTOS
            Este post tem como principal idéia esclarecer o que são suplementos alimentares para que servem e se realmente são necessários em nossa vida, daremos mais foco à utilização por atletas ou pessoas que visam melhoria em seu rendimento. Primeiramente gostaria de esclarecer o que é um suplemento, suplemento são preparações destinadas à complementar a dieta de uma pessoa, não necessariamente apenas para atletas, eles podem complementar a quantidade de proteína, carboidrato, ácidos graxos, vitaminas, aminoácidos, minerais e fibras. Eles podem servir para suprir uma necessidade que não pode ser alcançada pela pessoa por qualquer motivo , seja ele por falta de apetite, por não comer alimentos com aquele nutriente ou até mesmo por questões de doenças e operações.  A maioria das pessoas utiliza os suplementos para aumentar seu rendimento nos treinos, aumentar o ganho de massa magra ou aumentar a queima de gordura.
            Podemos dividir os suplementos em alguns grandes grupos, focaremos nos mais utilizados aqueles que suplementam nutrientes como carboidratos , proteínas e aminoácidos:
-                    Alguns exemplos de suplementos de carboidrato: os hipercalóricos em geral, as maltodextrinas, e as dextroses.
-                    Exemplos de suplementos de proteína: albumina, whey protein, caseína e creatina.
-                    Exemplos de suplementos de aminoácidos: l-arginina, l-glutamina, BCAA, amino liquidos .

Os suplementos são vantajosos pois eles isolam apenas aquilo que você deseja comer, como por exemplo após um treino temos que ingerir proteína, ao utilizarmos um suplemento protéico estaremos tomando apenas proteínas e deixaremos de lado as calorias provenientes de gorduras que possam estar na carne, o que potencializará seus resultados, também temos suplementos que potencializam os treinos como por exemplo as maltodextrinas e as dextroses que são feitos para serem tomados durante o treino existem tambem alguns suplementos que nos ajudam a não queimar proteínas durante nosso treino que é o caso das BCAAs temos também outros suplementos que nos ajudam a queimar gorduras sem exercício , como os termogênicos que aceleram seu metabolismo fazendo você queimar mais calorias durante seu dia-a-dia comum.
àSerá que é realmente necessário utilizarmos suplementos?
Muitos nutricionistas dizem que se você deseja ter melhorias em seus treinos é obrigatoriamente necessário que você utilize suplementos, porém não é bem assim, é certo que eles potencializam e muito seus treinos, mas se mantivermos uma dieta equilibrada com refeições nas horas certas e os seus conteúdos também certos, podemos ter resultados iguais os de alguém que toma suplementos, porém pode demandar um pouco mais de tempo e calma das pessoas e também não é muito difícil de se perceber que manter uma dieta balanceada seria muito mais saudável do que ficar se enchendo de suplementos.
Existem certos casos que o suplemento é realmente necessário e indispensável , como por exemplo para pessoas que acabaram de passar por cirurgias na boca, ou no esôfago (o que torna muito difícil a mastigação e a deglutição de alimentos mais volumosos)então torna-se indispensável a indicação de suplementos.

à Breve explicação de alguns suplementos:
1-suplementos protéicos:
            - whey protein: é um suplemento feito a base do soro do leite, retirado durante o processo de transformação do leite em queijo. É considerado um dos melhores suplementos protéicos pois ele é de rápida absorção pelo seu organismo ajudando muito a reparação das fibras musculares, evita a perda de massa magra no pós treino, outra vantagem muito grande do whey é que ele tem um valor biológico muito alto (100) quando comparado à carnes em gera (entre 79 e 85).
- Albuminas: são suplementos protéicos feitos com o isolamento das proteínas da clara do ovo, “ovo desidratado”. Se mostra um excelente suplemento pois a albumina é uma proteína completa ( possui todos os aminoácidos essenciais em proporções adequadas) e de altíssima qualidade. E melhor do que a ingestão do ovo em si pois o ovo contem grande quantidade de colesterol e gordura e os suplementos de albumina , como já dito antes, são isolados e não contem gordura, outro ponto favorável a este suplemento e seu custo beneficio é um suplemento muito barato se comparado com o whey protein.
- Creatina: ela é sintetizada nos humanos no fígado e essa creatina produzida por nós é suficiente para realizarmos atividades do dia-a-dia. Ela age de varias maneiras uma delas é ajudando na retenção de liquido pelos músculos e fornece energia para o músculo também , assim ela ajuda na hipertrofia muscular dos atletas e também da “explosão” nos treinamentos. Estudos recentes comprovam que ela ajuda no aumento de massa magra mesmo não sendo realizado nenhum exercício físico, ajuda a melhorar funções cognitivas e a memória (estudo realizado por uma faculdade de Ohio) e um outro estudo (realizado por uma faculdade de São Paulo) comprova que a creatina ajuda a diminuir os níveis de açúcar no sangue, pois ela “puxa”o açúcar do sangue para dentro do músculo ( o que trás água também e explica o aumento tão rápido dos músculos

2- suplementos de carboidratos:
-Hipercalóricos: são suplementos que ,como o nome já diz ,funcionam como uma bomba de calorias para seu organismo, foram criados para pessoas com metabolismo muito acelerado e que lutam para ganhar peso. Se associados a um bom treino são excelentes para ganho de massa magra, mas se não são associados atividades físicas intensas são ótimos para aumento de massa gorda . Eles são formados em sua maior parte por carboidratos porém também contém proteínas de alto valor biológico e são ótimos para suprir as necessidades energéticas e também são ótimas fontes de vitaminas e minerais. Normalmente são utilizados pela manha e um pouco antes dos treinos, como um refeição pré academia.
            -Maltodextrina : são suplementos resultante da hidrolise do amido ou da fécula, feitos unicamente por carboidratos, dessa vez pelos mais simples. Sao carboidratos de rápida absorção perfeitos para serem ingeridos durante seu treino como forma de potencializar sua malhação , pois alem de lhe dar energia a maltodextrina evita a queima de glicogênio muscular e também o catabolismo. Cada 10 gramas de maltodextrina contem em media 40 calorias.
           
3-suplementos de aminoácidos:
            -BCAAs: “Os BCAAs não sao necessários apenas como blocos condutores de proteína para o crescimento e reparo muscular eles também contem múltiplas propriedades que aumentam os processos de crescimento muito acima do normal comparado aos aminoácidos normais”(professo Carwyn Sharp, PhD em fisiologia do exercício). BCAAs são aminoácidos de cadeia ramificada (branched chain amino acids), algumas pesquisas realizadas recentemente mostram que são eles os principais responsáveis pelo ganho de massa magra e não apenas isso, eles abastecem os músculos com energia e ajudam o corpo a queimar gordura. São suplementos muito bons pois alem de ajudarem você a perder gordura e ganhar músculo são baratos. Recomenda-se tomar de 5 a 10 gramas no café da manha, logo antes, durante e logo após o treinos e antes de dormir.

Por Mateus Cechin 



Apostando em alimentos termogênicos.


Antes de falar sobre esses alimentos, precisamos entender o que é metabolismo. Uma forma bem simples de definir esse processo é dizer que o metabolismo é a transformação de nutrientes e substâncias químicas em energia, usando essa energia para o perfeito funcionamento do organismo. O bom funcionamento do metabolismo é determinado por grande parte geneticamente, mas o nosso estado de saúde e hábitos influenciam também. Não devemos esquecer também que o corpo precisar estar sempre bem hidratado para que esse processo ocorra normalmente, e sempre lembrando de não dar intervalos muito grande entre as refeições, pois o metabolismo ficará mais lento porque estará poupando energia para o corpo. Sendo assim, é recomendado que devemos consumir de 2.5 L a 3.5 L de água por dia e fazer refeições de 3 em 3 horas para que esse importante processo funcione perfeitamente em nosso corpo.

Porque consumir os alimentos termogênicos?

Os alimentos termogênicos são famosos por alguns efeitos satisfatórios no corpo, são eles:
* Acelera o metabolismo;
* Aumenta a queima calórica, e de gordura;
Exemplos de alimentos termogênicos:
* Pimenta vermelha que é rica em capsaicina, substância que favorece o aumento da quebra de gorduras no tecido adiposo.
*  Chá verde (Camellia sinensis): "Assim como a pimenta, esse chá favorece a utilização da gordura corporal como fonte de energia em função do estimulo metabólico", afirma a nutricionista funcional Luciana Harfenist.
* Canela: Além da ação no metabolismo, e rico em cálcio mineral que ajuda no emagrecimento.
* Gengibre: Raiz que pode aumentar o gasto calórico em mais de 10%.
* E outros alimentos como: chá de hibisco e salmão.



Todos sabemos que não tem milagre para o emagrecimento, dieta auxiliada aos exercicios é a melhor formula de perder peso, então os alimentos termogênicos entram apenas para ajudar na queima de gordura.

Referências: 
http://www.tribunadabahia.com.br/2013/01/23/abuse-dos-alimentos-termogenicos-no-verao
http://corpoacorpo.uol.com.br/tag/alimentos-termogenicos/5079
http://bemleve.bolsademulher.com/mostra_artigo_rewrite.php?id_artigo=1279&secao=saude

Postado por MATHEUS ROMULO RIBEIRO BATISTA

Alimentação e exercício


ALIMENTAÇÃO PRÉ/DURANTE/PÓS 

            Para podermos ter um bom desempenho durante nossos treinamentos é mais que necessário termos uma boa alimentação antes do treino depois e até mesmo durante o exercício físico. O objetivo desde post é esclarecer duvidas sobre o que comer antes durante e após o treino para podermos melhorar nosso rendimento nas atividades que realizadas.
                       
PRÉ TREINO:
Bom para começar sabemos que os macronutrientes são aqueles que podem nos dar energia para nossas atividades físicas, mas não adianta comer de tudo antes de ir malhar pois nem todos eles serão utilizados durante o seu treino. As proteínas servem também como fonte de energia porem só serão utilizadas se não tivermos carboidratos no momento então se comermos apenas proteínas antes do exercício nosso corpo irá tirar a energia do glicogênio muscular e posteriormente das proteínas em nossos músculos assim perderemos massa magra e não adiantara de muita coisa nosso esforço na academia. Se comermos apenas lipídios também não adiantara muito pois nosso  organismo não os utiliza como primeira opção,  então nos sobra os carboidratos, que são excelentes fontes de energia e o nutriente certo para ser comido antes do treino , porém não podemos ingerir qualquer tipo de carboidrato,afinal se dermos preferência aqueles de baixo índice glicêmico podemos ter uma hipoglicemia de rebote (que consiste na falta de glicose durante o exercício), pois ao nos alimentarmos de carboidratos simples nos sentiremos saciados, porém esses carboidratos são digeridos rapidamente e cerca de 40 minutos após a sua ingestão já não teremos mais glicose para utilizar como fonte de energia, podendo causar desmaios e tremedeiras na pessoa, logo temos que dar preferência para carboidratos com baixo índice glicêmico , como o amido, uma ótima escolha para seu pré treino, porém não é recomendado que se coma e logo depois parta para seus exercícios, recomenda-se cerca de 30 a 50 minutos de espera após a alimentação para que seu corpo possa digerir bem os carboidratos e esteja preparado para utilizá-los no momento do esforço. Nem só de carboidratos é feito uma boa alimentação são necessários outros nutrientes também , como o cálcio que é utilizado para a contração muscular. Vale lembrar também q a hidratação é muito importante para quem vai realizar atividades físicas , não deve ser deixada de lada em momento algum e deve ter inicio antes dos seus treinos.

DURANTE O TREINO:
Os principais objetivos da alimentação durante seu treino são; poupar o glicogênio muscular, manter o nível de glicose sanguínea apropriado e por fim promover energia nos estágios finais de um exercício prolongado.
Como já vimos os carboidratos são a fonte de energia certa para seu exercício, e devem ser ingeridos antes dos treinos, na sua forma mais complexa , porém não devemos ficar sem nos alimentar durantes nossos treinos pois isso pode prejudicar seu rendimento fazendo você queimar músculos ao invés de gordura, diminuindo seu rendimento no treino ou ate ocasionando uma hipoglicemia, e são coisas que nos não queremos quando vamos à academia.             Então fica aqui a dica do que comer durante seu treino , é importante termos uma alimentação baseada em carboidratos também durante o treino, mas dessa vez devemos dar preferência aqueles de maior índice glicêmico como a glicose a frutose e  sacarose. Recomendamos comer frutas (que contém muita frutose) ou ate mesmo uma paçoca (que contém muitas calorias na forma de carboidratos simples). Devo relembrar que a hidratação é muito importante para os exercícios pois ao nos exercitarmos perdemos água e junto com ela vão os sais minerais, então em qualquer atividade física recomenda-se beber muita água, e para aquelas atividades que se prolongam por muito tempo (mais de 1 hora) recomenda-se a utilização de bebidas hidroeletrolíticas que são ótimas para repor água ,sais minerais e até mesmo os carboidratos perdidos durante o treino.
  
PÓS TREINO:
            É importante saber que durante o treino nosso corpo exige bastante de nossos músculos e percebemos uma grande demanda por energia acabando por queimar um pouco do nosso glicogênio muscular então torna-se muito importante a reposição desses carboidratos e como dito antes esforçamos muito nossos músculos logo devemos comer uma boa quantia de proteína para termos o combustível para a reparação de fibras musculares(se você quiser ganhar massa magra é muito importante comer uma quantidade considerável de proteína em seu pós treino). A recomendação para pessoas normais (não atletas) é de cerca de 0,8 a 1 grama/kg de proteína ao dia, de q,2 a 1,6 g/kg ao dia para atletas de endurance e de 1,4 a 1,8 g/kg/dia para atletas de força, essas quantias não devem ser demasiadamente ultrapassadas pois isso ira sobrecarregar seus rins, se desobedecida durante muito tempo pode cause ate falência renal.
Concluímos que uma refeição balanceada no pós treino deve conter uma quantidade considerável de carboidratos para que possamos repor os níveis de glicogênio muscular (devendo-se dar preferência aos de índice glicêmico mais baixos), uma boa quantidade de proteína para podermos ter um ganho de massa magra e como foi ressaltado em todos as explicações é necessário beber muita água pois durante o treino acabamos por perder grande parte da água existente em nosso organismo.



bibliografia : http://fs.unb.br/nutricao/file.php/43/Aulas/Alimentacao_e_Nutricao_do_Idoso_e_Exercicio_Fisico.pdf

Por Mateus Ribeiro Cechin

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Seminário ( Bioquímica da Nutrição )

Intolerância à lactose e componentes que a cercam:

 

SEMINÁRIO (VÍDEO):


 

Assuntos:
  • Bioquímica da Nutrição
  • Intolerância à Lactose ( O que é, sintomas, desenvolvimento )
  • Metabolismo da Lactose 
  • Galactosemia
  • Alergia Vs. Intolerância.
  • Alimentação direcionada para o intolerante
  • Suplementação e tratamento
  • Osteoporose


Por:
Gustavo Greco
Mateus Ribeiro
Felipe Daniel
Matheus Rômulo

Doença Celíaca - Glúten'


Doença Celíaca:

 
 
          O grande vilão dessa patologia é uma proteína, o glúten. Estudos indicam que no Brasil existam em média 4 milhões de portadores os quais não aceitam a ingestão proteica da glutenina(outro nome associado a este macronutriente) e o que é pior, a maioria dentre esses milhões não possuem conhecimento que sofrem dessa tal doença celíaca.
          A alimentação dos celíacos então fica comprometida mediante a grande quantidade de alimentos que possuem essa proteína como: trigo, centeio, cevada, aveia e triticale e abaixo alguns outros exemplos de fabricação caseira/industrial:
  •          Pães,
  •          Biscoitos
  •          Bolos
  •          Massas alimentícias (Macarrão)
  •          Salgadinhos
  •          Pizzas
  •          Granola
  •          Barras de Cereias
  •          Farinha de rosca
  •          Cerveja
  •          Whisky
  •         Vodka de cereais
  •          Molhos brancos
  •          Carnes e legumes empanados em farinha de trigo
  •          ...

Diagnóstico e Sintomas:

       Seu diagnóstico é dado a partir da realização de um exame de sangue, pois seus sintomas são diversificados e muitas vezes associados a outras doenças cujo sua origem se dá pela intolerância ao glúten e assim muitos demoram a descobrir o verdadeiro problema vivendo com enfermidades que poderiam cessar com o tratamento apropriado: a retirada do glúten na alimentação. Os sintomas são:
  •          Diarreia com perda de gordura nas fezes
  •         Vômito, perda de peso. 
  •            Inchaço nas pernas, anemias.
  •           Alterações na pele, fraqueza das unhas, queda de pelos. 
  •            Diminuição da fertilidade. 
  •           Alterações do ciclo menstrual 
  •           Sinais de desnutrição. 
  •          ...

                Como ocorre:

         A ingestão das proteínas provenientes do trigo ( prolamina ou gliadina, dentre outras) ao adentrar no organimo são modificados, possibilitando assim reações no sistema imune que geram inflamações no intestino, deixando o intestino delgado com achatadas vilosidades, diminuindo assim a absorção de nutrientes essências para a máquina humana, afetando assim a saúde do portador.

Veja a reportagem realizado pelo Fantástico e saiba mais:



Obrigado, Felipe Daniel Horovits


Bibliografia: 

http://www.medicina.ufmg.br/noticias/?cat=19 
http://www.youtube.com/watch?v=909pbQtpcb8